, ,

Barilon festeja a aprovação do projeto ‘Setembro Verde’

Desenvolvido a quatro mãos, o PL atende a um pedido da Apae de Nova Odessa


Barilon festeja a aprovação do projeto ‘Setembro Verde’

Barilon festeja a aprovação do projeto ‘Setembro Verde’

Foi aprovado, no último dia 18, o Projeto de Lei 61/2017 de autoria do vereador Vagner Barilon (PSDB), que institui no calendário oficial do Município, o “Setembro Verde”. A ação, em parceria com a Apae de Nova Odessa, tem como objetivo de propor uma reflexão à inclusão social da pessoa com deficiência. O projeto, que entrou em regime de urgência, contou com assinatura e o voto favorável de todos os vereadores, que elogiaram o autor da proposta.

“O projeto teve a iniciativa da Tereca e da Chiquita, da Apae, que me procuraram com a programação que eles fariam para este mês de Setembro e que queriam implantar no calendário oficial do município. Achei a iniciativa fantástica porque podemos dar visibilidade para a importância da inclusão e, nós temos muitas ferramentas para divulgar e incentivar a participação social das pessoas com deficiência”, explicou Barilon.

Para ele, as pessoas com deficiência, por uma proteção natural da família, muitas vezes são excluídas da sociedade, pois a família acaba superprotegendo a pessoa e, quando na verdade estas ações promovem a ida da pessoa para fora de sua zona de conforto.

O objetivo do projeto de autoria do parlamentar novaodessense é dar visibilidade à inclusão social da pessoa com deficiência; estimular a participação social; conscientizar a família, a sociedade e o Estado sobre a importância da inclusão social; promover a informação e difusão dos direitos das pessoas com deficiência; divulgar avanços, conquistas e boas práticas de políticas públicas, e identificar desafios para a inclusão social da pessoa com deficiência.

Nesta quinta-feira, dia 21 de setembro, é comemorado, no Brasil, o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Essa data foi oficializada em 2005, através da Lei nº 11.133/2005.

Boas ideias
Durante a discussão, o vereador Antonio Alves Teixeira, o professor Antonio (PT) sugeriu a criação de um diretor de projetos para pessoas com deficiência. Barilon por sua vez disse que abraçará o projeto e vai unir forças para que ele saia do papel.

“Nós temos que fazer o maior esforço possível para conseguir educar e depois qualificar o maior número de pessoas com deficiência. Estas crianças, em idade escolar, precisam ter um treinamento, um tipo de qualificação, pensando em sua futura inclusão no mercado de trabalho. Não podemos deixa-las sendo educadas pelo método tradicional, pois é de pequeno que se forma a base da independência financeira delas no futuro”, finalizou o vereador tucano. 

Publicidade
Penna Show